História e curiosidades do Vinho Madeira

Viajámos no tempo para revelar-te a história e as principais curiosidades do melhor vinho de Portugal: o Vinho Madeira.

O Vinho Madeira é um dos vinhos preferidos dos portugueses, dos britânicos e até dos americanos. É um vinho perfeito para acompanhar uma refeição de carne ou peixe, ou mesmo como aperitivo, graças às suas variantes de doçura e aromas.

Mas será que conheces toda a história por detrás do Vinho Madeira? E as suas mais peculiares curiosidades? O La Vida es Mara começa agora uma viagem pela bebida cujo sabor promete deixar-te completamente deliciado! Estás pronto?

Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, I.P. (IVBAM) © lavidaesmara
Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, I.P. (IVBAM) © lavidaesmara

Origem do Vinho Madeira

Para entender o peso que o Vinho Madeira desempenha sobre a economia e mesas gastronómicas portuguesas é preciso recuar quase até à descoberta oficial da Madeira, pelos navegadores portugueses Tristão Vaz Teixeira, Bartolomeu Perestrelo e João Gonçalves Zarco, no ano de 1419. Bastariam poucos anos após o início da colonização do arquipélago, para começarem as exportações do vinho, que nos dias de hoje continuam a ser uma das primordiais fontes de riqueza da Região Autónoma da Madeira.

Com a limpeza da vegetação, com as queimadas que decorreram no início dos trabalhos de colonização, a cultura do vinho começou a ser uma excelente aposta para os terrenos madeirenses. Tudo, em consequência da perspicácia do Infante D. Henrique que via no vinho, cujo mercado era maioritamente controlado pelos povos de Génova e de Veneza, uma forma de enriquecer Portugal. Como bem sabemos, o Infante D. Henrique não se enganou, e já em 1455 a Madeira destacava-se pela qualidade dos seus vinhos e pela sua respetiva exportação.

A certo ponto, mais precisamente no século XVI, o vinho tinha tanta ou mais importância que o comércio de cana-de-açúcar, que havia apresentado um declínio na produção regional (em consequência do crescimento da produção e preço económico da cana vinda do Brasil). A partir de então, o vinho da Madeira passou a ser o produto mais importante da ilha, bebido até pelas figuras mais populares da aristocracia mundial. Aliás, não será exagerado dizer que ainda hoje, o Vinho Madeira é o produto nacional com maior renome no estrangeiro (à parte de Cristiano Ronaldo, obviamente).

Só como exemplo, após uma série de acordos e tratados marítimos com a Inglaterra, conseguiu Portugal estabilizar e regulamentar o comércio do Vinho Madeira, cujos preços começaram a ser fixados. Este produto era essencial para as trocas comerciais com os atuais Estados Unidos da América e o Canadá que, em troca, forneciam cereais, farinha e algum peixe ao arquipélago. Além disso, o Vinho chegava à Ásia e à Índia, resultante das trocas comerciais de especiarias próprias destes países. Tudo isto entre os séculos XVI e XVIII.

Mas como é produzido o famoso Vinho Madeira? O que o distingue dos restantes vinhos como os italianos ou os franceses?

Como é feito o Vinho Madeira?

O Vinho Madeira é hoje conhecido graças aos investimentos das marcas mais emblemáticas da região como a Blandy’s, Justino’s ou a H.M. Borges. Mas como é feito o Vinho Madeira? E será que o vinho pode ser produzido para consumo familiar?

O processo começa nos terrenos, chamados de poios, onde os vinicultores se dedicam à plantação de vinha e castas específicas, que depois passam por um tratamento bastante complexo de vinificação e envelhecimento. Curiosamente estes terrenos encontram-se em zonas montanhosas de difícil acesso, mais ou menos a 600 metros do nível do mar, onde os vinicultores chegam através de veredas bastante apertas e, algumas vezes, perigosas.

vinho-madeira-blandys
Vinho Madeira da Blandy’s para venda © lavidaesmara

Então, o que permite distinguir o Vinho Madeira dos restantes? Só a qualidade e fertilidade dos terrenos e o clima da região permitem que a uva da Madeira tenha a qualidade que a diferencia dos restantes vinhos nacionais e internacionais. Além disso, como já referimos, este vinho só é atingido graças ao uso de castas específicas, como poderás conhecer a seguir.

O Museu da Vinha e do Vinho, situado no Arco de São Jorge, é um local que deverás colocar no teu roteiro quando visitares a ilha da Madeira. Neste museu terás a oportunidade de conhecer toda a história e os utensílios utilizados na produção do vinho regional madeirense.

Castas do Vinho Madeira

Malvasia, Bual, Verdelho, Sercial e Tinta Negra. São estas as castas do vinho Madeira que são utilizadas para a sua produção. Qualquer uma destas castas poderá ser cultivada para o consumo das uvas ou para a produção do vinho e outras bebidas.

Através da casta Sercial são produzidos os vinhos secos e encontramo-las principalmente a norte da Madeira em zonas montanhosas. Já a casta Malvasia permite obter vinhos mais doces, que se encontram nas vinhas junto do mar, como no Jardim do Mar, freguesia da Madeira cuja localização encontrarás abaixo.

Sabias que… Curiosidades sobre o Vinho Madeira

Como o prometido é devido, apresentamos algumas curiosidades sobre o Vinho Madeira que envolvem várias figuras políticas e aristocráticas emblemáticas, mortes em vinho e até cinema. Segue com a leitura da nossa lista e descobre tudo!

Sabias que o Duque de Clarence, em 1478, quando condenado à morte optou por afogar-se num tonel de Malvasia da Madeira? Pela primeira vez o vinho servia como opção de morte.

Sabias que a Corte Real do Rei D. Francisco I de França escolhia sempre o Vinho Madeira para servir às mesas, uma vez que o considerava como o melhor de todos?

Com o aumento das exportações do Vinho Madeira, e durante o casamento de Dona Catarina de Bragança com o Rei D. Carlos II de Inglaterra, Portugal conseguiu consolidar fiscalmente a liberdade do comércio de vinho, pelas relações comerciais estabelecidas entre ambos os países.

Sabias que a construção do cais da cidade do Funchal está relacionada com o intenso nível de exportações de vinho Madeira para o estrangeiro? A construção foi exigida em 1755 por D. José, ao arquiteto Francisco Tossi Columbino, e transformar-se-ia no primeiro cais de embarque do Funchal até ao ilhéu do Forte de S.José, concluído em 1762.

blandys-vinho-madeira
Vinho Madeira das marcas Blandy’s e J. Faria e Filhos para venda © lavidaesmara

A 4 de Julho de 1776, os Estados Unidos da América assinavam finalmente a Proclamação da Independência do Reino da Inglaterra, sendo o momento celebrado com Vinho Madeira. Os grandes fundadores da nação americana foram Thomas Jefferson, Benjamin Franklin, John Adams, George Washington e John Hancock.

Um dos homens mais poderosos da Europa, Napoleão Bonaparte recebeu de oferta Vinho Madeira, quando se dirigia para o exílio na ilha de Santa Helena em 1815, e fez uma paragem na Madeira. Recusou o vinho que acabou por voltar ao arquipélago português já com uma nova designação “Vinho Madeira: Battle of Waterloo“. Winston Churchill  foi dos poucos que teve direito saboreá-lo.

Sabias que durante a Lei Seca, entre 1943 e 1944, foi proibida a entrada de Vinho Madeira e demais bebidas alcoólicas nos Estados Unidos da América? Durante esses mesmos anos de Segunda Guerra Mundial, a exportação do Vinho Madeira acabou por descer acentuadamente, recuperando somente nos anos vindouros.

Com a queda do regime ditatorial do Estado Novo a 25 de Abril de 1974, a Madeira conseguiu ganhar autonomia, deixando de ser menosprezada pelo governo nacional. Até então, eram graves os problemas na qualidade de vida dos cidadãos. O Instituto do Vinho Madeira, na verdade, foi apenas criado em 1979 e só assim começaram as estruturas de regulamentação do sector vinícola que temos até aos dias de hoje, fortificada depois com a entrada de Portugal na atual União Europeia.

Quais são os tipos de Vinho Madeira?

Agora é tempo de escolher a variante adequada do Vinho Madeira para servir à mesa. São quatro os tipos de doçura do Vinho Madeira: Seco, Meio Seco, Doce e Meio Doce.

Vinho Madeira Seco

O Vinho Madeira Seco é aquele com a cor mais clara e é perfeito para um aperitivo. Recomendamos-te a acompanhá-lo com uma tapa, ou uma entrada de salmão fumado e azeitonas. Com refeições de peixe, como o atum, espada, sushi ou o típico arroz de mariscos parece-nos o acompanhamento mais adequado.

Vinho Madeira Meio Seco

Tal como o vinho seco, a opção de Vinho Madeira Meio Seco agradará àqueles que gostam de saborear um bom aperitivo. Saboreia-se melhor quando acompanhado com presuntos, patés, queijo, requeijão ou cogumelos.

Vinho Madeira Meio Doce

O Vinho Madeira Meio Doce é mais frutado e portanto cairá bem com frutos frescos ou com suflês de frutos silvestres de manteiga.

Vinho Madeira Doce ou Malvasia

Se quiseres acompanhar bolo de mel, biscoitos de manteiga ou broas de mel típicas da Região Autónoma da Madeira, então aconselhamos-te a provar o Vinho Madeira Doce.

Da realidade à ficção: o Vinho Madeira em Hollywood

O Vinho Madeira também já foi estrela de cinema de Hollywood e continua a sê-lo nos dias de hoje. Talvez seja a estrela eterna no grande ecrã, à semelhança do que acontece com o Vinho do Porto.

Poucos valorizados no cinema português, o Vinho Madeira surgiu no maior épico cinematográfico de todos os tempos: “E Tudo o Vento Levou”, de Victor Fleming. Tudo acontece na sequência da ceia de Natal, em que Scarlett O’Hara (interpretada Vivien Leigh, que acabaria por vencer o Óscar de Melhor Atriz) pede à sua tia Pittypat (Laura Hope Crews) que sirva vinho, vinho esse que é nem mais, nem menos que a última garrafa de Vinho Madeira do seu pai. Após receber o presente, Scarlett insiste para que desfrutem, afirmando que só “generais têm néctares destes nos dias de hoje”. Essa era efetivamente a realidade durante a Guerra Civil norte-americana em que era realmente difícil fazer chegar o produto a alguns estados e famílias.

Abaixo, poderás assistir ao documentário da British Pathé “Madeira – Island of Wine” de 1968 e que, embora um pouco desatualizado, prova bem a importância da produção e cultura de vinho na ilha.

Gostaste deste nosso artigo sobre as curiosidades do Vinho Madeira? Deixa o teu comentário em baixo e acompanha-nos nas redes sociais.


🍀 Queres visitar uma adega de degustação de vinho no Funchal? Aconselhamos-te atividade exclusiva que te deixará completamente rendido aos encantos da Madeira.

✨ Faz como nós e edita as tuas fotografias com os fantásticos Maja presets.

📸 Para mais destinos cinematográficos inspiradores, segue-nos no Instagram.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s