TOP 10: Melhores filmes sobre viagens de 2020

No dia em que o cinema comemora 125 anos de existência, o La Vida es Mara partilha contigo os 10 melhores filmes sobre viagens de 2020.

Pode até ter demorado algum tempo a surgir, mas a arte das imagens em movimento é hoje vista como uma autêntica forma de entretenimento e provavelmente a mais metamorfoseada das artes. Na verdade, o cinema, desde o seu nascimento oficial em 1895, sofreu para mutações, influenciado por momentos históricos, por lacunas geográficas e pelos diferentes pontos de vista dos seus autores e cineastas. 

Palácio de Cristal del Retiro © lavidaesmara
Palácio de Cristal del Retiro © lavidaesmara

Muito cinema tem sido feito desde a primeira exibição pública, que decorreu a 28 de dezembro de 1895, no Salon Indien do Grand Café em Paris. Nesse mesmo dia, os irmãos Auguste e Louis Lumière, apresentam 10 curtas metragens – de aproximadamente 55 minutos cada uma -, que mudariam o mundo artístico e do espetáculo para sempre. Mal sabiam eles que filmar o quotidiano e os seus particulares momentos, como um simples dar de comer a um bebé ou regar as flores poderia transformar-se em algo tão mágico.

Curiosamente, o La Vida es Mara escolheu este dia de celebração dos 125 anos da Sétima Arte para apresentar os 10 melhores filmes sobre viagens de 2020. Fechamos o ano com várias obras, de diferentes géneros e nacionalidades, que parecem de alguma forma respeitar aquilo que apreciam os verdadeiros amantes de turismo cinematográfico. Pessoas que procuram encarar o cinema como um mundo de possibilidades e através dele querem desvendar locais, países e cidades que ainda não conhecem.

Para esta lista tivemos em conta os filmes estreados em Portugal e Espanha entre 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2020, em salas comerciais, independentes e plataformas de streaming. Não encontrarás estes filmes em mais nenhuma lista dos melhores filmes de 2020 e isso te poderemos garantir a 100%. 

“A Despedida”, de Lulu Wang

despedida-filmes-sobre-viagens
“A Despedida”, de Lulu Wang © A24 / Prime Video

A chinesa Bili (a vencedora do Globo de Ouro Awkwafina) cresceu com os pais nos EUA. Quando a família descobre que Nai Nai (a aclamada Zhao Shuzhen), a matriarca que ainda vive na China, foi diagnosticada com uma doença terminal e que lhe resta pouco tempo de vida, resolve fazer-lhe uma visita. Uma vez que a velha senhora nada sabe sobre a sua condição, filhos e netos organizam o evento perfeito para uma reunião familiar: um casamento. Contudo, com o sabor amargo da despedida, a jovem Bili tem dificuldades em lidar com a resolução dos adultos de guardar um segredo tão importante da sua adorada Nai Nai.

Local a visitar: Changchun, na China onde o filme de Lulu Wang foi filmado. 

“Bora Lá”, de Dan Scanlon

bora-la
Bora Lá © Pixar / Disney

No passado, o mundo estava envolto em magia. Contudo, como não era fácil de controlar, decidiu-se acabar com todas as suas manifestações. Portanto, elfos, fadas, trolls, pégasos e unicórnios habitam agora um mundo moderno, em relativa harmonia. A morar nos subúrbios de uma grande cidade com a mãe, os jovens elfos Ian e Barley Lightfoot recebem uma notícia extraordinária: antes de morrer – quando Barley era muito pequeno e Ian ainda não tinha nascido –, o pai deixou-lhes um cajado mágico que, se bem utilizado, o fará regressar à vida por 24 horas. Desejosos por esse momento, os dois irmãos vão ter de aprender a reavivar a magia contida nos seus corações.

Local a visitar: Não é fácil precisar um local exato para visitar, mas é certo que “Bora Lá” é influenciado na vida real de um miúdo criado na região metropolitana de Detroit, nos E.U.A. que acabaria por se tornar num realizador da Pixar. Falamos nada mais nada menos que Dan Scanlon, cineasta que há muito tempo teve de lidar com a perda do seu pai e que cria uma história mística, perfeita para os grandes amantes de viagens. Se és fã da Pixar não percas o nosso artigo sobre os Locais reais a visitar dos teus filmes Disney preferidos

Como assistir a “Bora Lá”? Poderás encontrá-lo no catálogo da Disney+ ou adquirir o seu DVD na FNAC.

“Festival Eurovisão da Canção: A História dos Fire Saga”, de David Dobkin

eurovisao-filme
Festival Eurovisão da Canção: A História dos Fire Saga © Netflix

Dois cantores perseguem o sonho de se tornarem estrelas da pop numa competição internacional, onde a pressão, os rivais e outras peripécias vão pôr à prova os seus laços.

Local a visitar: A apenas seis horas de carro da capital da Islândia, Reykjavík, existe uma encantadora vila de pescadores com apenas 2.500 habitantes chamada Húsavík. Agora conhecida como a capital da observação de baleias da Europa, só nos últimos 20 anos esta cidade  tem-se tornado um destino turístico. Além disso, algumas cenas foram filmadas em Tel Aviv em 2019, no palco do Festival Eurovisão da Canção.  

Como assistir a “Festival Eurovisão da Canção: A História dos Fire Saga”? Poderás encontrá-lo no catálogo da Netflix

“La Virgen de Agosto”, de Jonás Trueba

Itsaso Arana em "La Virgen de Agosto" © Los Ilusos Films
Itsaso Arana em “La Virgen de Agosto” © Los Ilusos Films

Durante os meses de verão, os cidadãos de Madrid deixam suas casas para fugir do insuportável calor, deixando a cidade abandonada. Deixados para trás estão turistas, alguns corajosos locais e Eva, uma charmosa jovem mulher (Itsaso Arana). Entre tardes de conversas casuais, encontros passageiros e aventuras noturnas, Eva usa o verão para encontrar quem ela verdadeiramente é.

Local a visitar: Madrid, Comunidade em Madrid em Espanha durante o mês de agosto. Já tivemos oportunidade de analisar “La Virgen de Agosto” num artigo muito especial

“Echo – Mosaico de Natal”, de Rúnar Rúnarsson

echo-filme
Echo © Nimbus Iceland / Pegasus Pictures / Jour2Fête

Um filme que retrata as várias particularidades da vida na Islândia. Ao longo da semana que decorre entre as festividades natalícias e o ano novo, segue o dia-a-dia de pessoas comuns, numa análise sobre o ser humano na sua busca pela felicidade. Seleccionado para competição no Festival de Cinema de Locarno (Suíça), um filme-mosaico realizado pelo islandês Rúnar Rúnarsson (“Volcano”, “Pardais”).

Local a visitar: viajamos novamente até à Islândia, mais precisamente à cidade de Reykjavík onde foram filmadas os 56 fragmentos natalícios desta obra. 

“Rifkin’s Festival”, de Woody Allen 

rifkins-festival
Rifkin’s Festival © Mediapro, Gravier Productions

Um casal americano visita o Festival de San Sebastian, enquanto percorrem a cidade acabam por ser envolvidos na magia do festival, na beleza e charme da Espanha, e claro na fantasia proporcionada pelos filmes. Ela tem um caso com um brilhante realizador de cinema francês, e ele apaixona-se por uma linda mulher espanhola da região.

Local a visitar: San Sebastián, em Espanha que neste filme de Woody Allen é brilhantemente iluminada de Vittorio Storaro. 

“Rifkin’s Festival” estreou nas salas de cinema de Espanha a 2 de outubro de 2020. Em breve deverá chegar também às salas de cinema portuguesa. 

“O Sal das Lágrimas”, de Phillip Garrell

sal-lagrimas-filme-viagens
O Sal das Lágrimas © Midas Filmes

Luc, que sempre viveu na província com o pai, candidatou-se à Escola Boulle, uma faculdade de artesanato e artes aplicadas em Paris. É na capital que conhece Djemila, uma jovem com quem tem uma relação fugaz. De regresso a casa, reata com Geneviève, a namorada de juventude. Mas só vai compreender o significado do verdadeiro amor ao cruzar-se com Betsy. E tudo se complica quando Geneviève descobre estar grávida.

Local a visitar: Paris, na França. Antes de visitares Paris não te esqueças de visitar os seus arredores

Como assistir a “O Sal das Lágrimas? Podes encontrar o DVD na Midas Filmes

“El Arte del Volver”, de Pedro Collantes 

el-arte-volver-pelicula

Naomi é uma jovem atriz que volta para casa depois de seis anos em Nova Iorque para participar de um casting que pode mudar sua carreira. Durante as primeiras 24 horas em Madrid, Noemí realiza uma série de encontros e despedidas que a ensinam a apreciar os altos e baixos da vida e a ajudam a repensar o seu passado, o seu futuro e o seu lugar no mundo.

Local a visitar: prepara já a tua viagem a Madrid, na Comunidade de Madrid em Espanha.

“El Arte de Volver” teve estreia mundial no Festival de Veneza 2020 e estreou nas salas de cinema de Espanha a 11 de dezembro de 2020. Ainda não foi anunciada a estreia em Portugal. 

“Amor Fati”, de Cláudia Varejão 

amor-fati-filme
Amor Fati © Terratreme

Esta é uma história sobre os portugueses e para os portugueses.  O título vem de uma frase latina ligada aos filósofos estóicos. “Amor Fati” significa “o amor ao destino”, a ideia de que tudo o que acontece na vida, bom ou mau, acontece por um motivo. Este filme é uma manifestação dessa ideia. Apostando numa abordagem emocional às pessoas que filma, Cláudia Varejão (“No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos”, “Ama-San”) constrói um mosaico para olhar o quotidiano de indivíduos muito diferentes – irmãs, mães e filhas, donos e animais, famílias –, que se tornam de certa forma parecidos por estarem ligados por algum tipo de amor. A autora descreve-o como uma “celebração da vida”, mas também um olhar íntimo sobre vozes interiores que fazem de cada um de nós quem somos. Durante dois anos, a realizadora procurou “em Portugal de norte a sul, por histórias de amores inabaláveis que se expressavam, à primeira vista, em fisionomias semelhantes”.

Local a visitar: Portugal de norte a sul do país e ainda Macau na China. Temos já vários artigos sobre algumas das cidades portuguesas como a sua capital, Lisboa, onde foram filmadas algumas sequências deste documentário. Prepara a tua viagem a Lisboa com as nossas dicas. 

“A Cidade Onde Envelheço, de Marília Rocha

cidade-onde-envelheco-filme

Francisca é uma jovem portuguesa que mora há um ano no Brasil. Ela recebe Teresa, uma antiga conhecida com quem já tinha perdido contato. Enquanto Teresa vive momentos de descoberta e encantamento com o novo país onde deseja se instalar, Francisca deseja voltar à Lisboa. O filme acompanha as aventuras de cada uma pela cidade e a profunda amizade que nasce entre elas, obrigando-as a lidar com desejos simultâneos e opostos: a vontade de partir para um país desconhecido e a saudade irremediável de casa.

Local a visitar: Belo Horizonte, estado de Minas Gerais no Brasil. Aqui poderás descobrir os recantos por onde Marília Rocha filmou com as suas duas protagonistas: Elizabete Francisca e Francisca Manuel. O filme é uma produção de 2016, mas chegou tardiamente aos cinemas portuguesas, em outubro. 


✨ Faz como nós e edita as tuas fotografias com os fantásticos Maja presets.

📸 Para mais destinos cinematográficos inspiradores, segue-nos no Instagram.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s