7 Lugares mais espirituais do mundo com grande energia

Stonehenge

A lista é longa, mas escolhemos alguns dos lugares mais espirituais do mundo para visitares e sentires muita energia positiva.

Viajar é sempre uma experiência única, memorável, capaz de tocar os nossos corações e a essência do nosso ser. Certamente já te terá acontecido regressares de umas férias na floresta ou junto do mar, e sentires que esses lugares te alteraram? Sentes que regressas a casa renascido? Praticamente esses são os benefícios de visitar os lugares mais espirituais, que repercutem em nós uma sensação de bem estar pleno – físico e mental – que jamais desaparecerá.

Porque queremos que faças viagens por lugares com muita energia positiva para dar, decidimos criar esta lista de sugestões mágicas. Seja na América do Sul, no Sudoeste Asiático, a energia é capaz de brotar pela terra e partilhar os seus segredos contigo. Nem mesmo os mais céticos se vão sentir abandonados, e poderão experimentar algo de novo, nestes lugares tão apreciados pelos praticantes de turismo espiritual.

1. Ayers Rock na Austrália

lugares mais espirituais
Ayers Rock na Austrália © Unsplash

No coração do país dos cangurus encontramos uma montanha que se destaca acima do deserto: Ayers Rock ou Uluru (como é conhecida pelos aborígenes). Por um lado, para a ciência, Ayers Rock é não mais do que o resultado de um período de erosão e desdobramento geológico que ocorreu há praticamente 600 milhões de anos.

Por outro lado, Ayers Rock é um sítio tranquilo e espiritual, onde estão registados vários segredos dos primeiros povos da Austrália. Segundo a tradição dos aborígenes australianos apenas alguns homens idosos poderiam escalar a rocha. A rocha de arenito de Uluru é acizentada, embora esteja coberta por uma camada distinta de óxido de ferro vermelho, enquanto as trinta e seis cúpulas de Kata Tjuta são um tipo mais duro de granito composto de quartzo e feldspato. Algo que realmente obriga a uma paragem sobretudo ao pôr do sol.

Excursão recomendada: Visita guiada ao Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta com entardecer de cortar a respiração.

2. Stonehenge na Inglaterra

lugares mais espirituais
Stonehenge © lavidaesmara

Como é que no meio da Inglaterra haveria de ser construído um monumento tão robusto? Com pedras de quase 5 metros de altura e 50 toneladas, Stonehenge é realmente um dos lugares com mais energia do mundo, situado na região de Wiltshire e que todos os anos recebe milhares de turistas.

A história não é clara, embora saibamos que este monumento megalítico foi erguido há 4.000 anos, muito antes da chegada dos druidas e seguindo as mesmas linhas de energia sobre as quais foram construídas inúmeras igrejas e catedrais em todo o mundo! Isto é fantástico. No vídeo abaixo, são explicados mais alguns detalhes sobre a fabulosa história de Stonehenge.

Além disso, foi comprovado o alinhamento de Stonehenge com o solstício de verão e o último eclipse solar, pelo que a sua condição de observatório é muito aceite, embora existam relatos peculiares, como o evento do verão de 1971. Segundo os contos populares, num dia demasiado quente de agosto de 1971, um grupo de hippies decidiu acampar em Stonehenge. Montaram as tendas no centro das pedras, mas ao final da noite uma estranha tempestade abalou a zona, fazendo explodir um trovão sobre as pedras que começaram a brilhar. Enquanto algumas testemunhas desviaram o olhar, ouviam-se gritos. Assim que o tempo acalmou, tentaram salvar os jovens, mas não encontraram nada.

Uma coisa é certa: Stonehenge impõe um certo respeito, por muita confusão gerada nas nossas cabeças. Aproveita para marcar a tua excursão a Stonehenge com a Civitatis, com preços bastante acessíveis. Já tivemos oportunidade de fazer esta excursão e em breve vamos falar-te sobre ela com mais detalhe.

3. Templo Pura Besakih em Bali

Templo Pura Besakih em Bali
Templo Pura Besakih em Bali © Unsplash

Na aldeia de Besakih, nas encostas do Monte Agung, na parte oriental da ilha de Bali, encontramos o Templo de Besakih, o Templo Mãe, o local de culto mais importante para os hindus balineses. O local remonta à tradição do culto ao vulcão do Monte Agung, que remonta há mais de 2.000 anos. Não se sabe bem a origem do complexo, que a considerar as suas pedras mais antigas, terá sido construído acima de outros templos.

No Templo de Besakih encontramos 3 complexos sagrados, cada um dedicado a uma das principais divindades hindus: Shiva, Brahma e Vishnu. Quatro dos templos refletem as formas de Deus através dos pontos cardeais: Pura Batu Madeg no norte, Pura Kiduling Kreteg no sul, Pura Gelap a este e Pura Ulun Kulkul no oeste. No total, o complexo conta com 23 templos. O maior é o templo Penataran Agung, que te vai levar numa viagem pelo universo.

O Templo de Besakih é um dos lugares mais espirituais do mundo, visitado todos os anos por milhões de turistas e muitos peregrinos que lá se dirigem para as 70 cerimónias religiosas. Para lá chegar poderás alugar um carro ou apanhar um autocarro, com uma visita guiada. Não percas esta fantástica experiência em Bali e consulta já mais informações. Não ainda não o visitámos, mas está nos nossos planos para breve.

4. Monte Kailash no Tibete

lugares mais espirituais
Monte Kailash no Tibete na China © Unsplash

Esta montanha de rocha negra com 6,714 metros de altitude, está localizada no oeste do Tibete, próximo aos lagos Manasarovar e do Rakshsta, na sempre curiosa China. Não é só magistral pela sua beleza pontiaguda coberta de neve, como é ainda uma montanha três vezes sagrada. É sagrada para budistas, sagrada para os hindus e ainda para os jainistas (uma das religiões mais antigas da Índia). A natureza é também um local de união, não é assim?

Para os hindus, o Monte Kailash é a casa do Senhor Shiva (o deus destruidor de todo o mal) e a porta de entrada para a terra eterna. Já para os budistas, esta montanha é o lar do Buda Demchog (o Buda da compaixão reencarnado no Dalai Lama), que representa a bem-aventurança suprema.

Todos os anos é organizada uma peregrinação ao Monte Kailash e os fiéis dizem conseguir testar a sua fé, aproximando-se de Deus. De qualquer forma, as escaladas para a sua zona mais elevada, a este cristal gigante são proibidas pelas autoridades locais. Um sítio envolvente que impressiona rapidamente em fotografias e que mostra realmente como esta poderá ser a porta para o jardim do Todo Poderoso.



5. Machu Picchu no Peru

Machu Picchu
Machu Picchu no Peru © Unsplash

Não poderíamos seguir em frente sem antes fazer uma paragem pelo Peru e a um dos seus lugares mais espirituais, considerado Património mundial da UNESCO. A Cidade Perdida dos Incas é umas das sete maravilhas do mundo moderno, sendo visitada por muitos turistas que relatam sentir uma energia difícil de explicar. A energia ali concentrada pode ser explicada pela paisagem montanhosa (as ruínas estão nas Cordilheiras dos Andes a a 2,5 mil metros acima do nível do mar), bem como pela rica história da sua construção. No entanto, algumas pesquisas revelam que a energia pode vir do solo e até mesmo de alguns edifícios específicos.

Existem algumas datas para turismo espiritual em Machu Picchu. A começar pela Festa Inti Raymi, durante o solstício de inverno (20 a 24 de junho). Esta Fiesta del Sol decorria no templo de Coricancha, na fortaleza de Sacsayhuaman e na atual Plaza de Armas. Hoje os habitantes de Cusco continuam a celebrá-la em homenagem ao sol através de uma gigantesca encenação nos mesmos palcos.

Pronto para uma excursão a Machu Picchu? As melhores épocas para visitar Machu Picchu são de abril a junho ou entre setembro e outubro, porque não chove muito e os pisos são menos perigosos para caminhadas ou outras atividades ao ar livre. 

6. Ilha da Páscoa no Chile

lugares mais espirituais
Estátuas moai na Ilha da Páscoa no Chile © Unsplash

Vamos agora para um dos lugares mais remotos do nosso globo: a Ilha da Páscoa, onde encontramos Ahu Tongariki, um paraíso junto à praia Hotu’iti onde se erguem 15 estátuas moais de costas voltadas para o mar.

Com 164 quilómetros quadrados, a Ilha da Páscoa no Chile foi descoberta no domingo de Páscoa de 1722 pelo holandês Jacob Roggeveen que atribuiu o nome da festa religiosa à ilha. Mas o explorador não foi o primeiro habitante deste local. Muitos séculos antes, os povos da Polinésia, que acreditavam ser descendentes dos deuses, terão se instalado no local, onde estabeleceram um povoamento único.

À ilha chamavam Rapa Nui – a “grande pedra” -, e tinham como tradição a veneração dos líderes mortos. A pedra era um material único, utilizando de diferentes formas, incluindo na representação das figura falecidas, representadas de olhos fechados. O facto é que as pedras continuam a ser incríveis, porque ninguém sabe como conseguiram criar caras em pedras de 22 metros de altura e cerca de 200 toneladas. Há quem dica que terão sido transportadas por um poder divino outras pela tecnologia aprimorada de então.

Não há muitos anos, descobriram que por baixo das caras dos moais escondiam-se os corpos e foram feitas feitas escavações para os encontrar. Se este é um dos lugares que estás a pensar visitar brevemente não podes perder a oportunidade de marcar a tua excursão pela Ilha de Páscoa e à praia de Anakena!

7. Pirâmides de Gizé no Egipto

lugares mais espirituais
Necrópole de Gizé no Egipto © Unsplash

Todos conhecem o nosso último lugar desta lista dos lugares mais espirituais do mundo, uma das Sete Maravilhas do Mundo, localizada no deserto a aproximadamente 25 km a sudoeste do Cairo. Entrar não será a experiência mais agradável, uma vez que o local é apertado e a temperatura quase insuportável, mas dá para perceber que este é um sítio místico e apaixonante.

Inicialmente acreditava-se a Pirâmide teria sido construída por escravos para a veneração do Faraó, afinal ali encontramos os restos mortais de alguns regentes do Egito Antigo. O respeito pelos mortos era uma tradição sem igual na cultura egípcia. Hoje, graças a longas investigações, a conversa é outra. Numa época em que a tecnologia não era como hoje, a sociedade egípcia tinha formas estranhas de estudar os ventos, as constelações e as tempestades e muito disso acontecia através da Pirâmide de Gizé, alinhada diretamente com a constelação de Orion.

As quatro faces das pirâmides egípcias estão alinhadas com os eixos da Terra e a Grande Pirâmide estará localizada no centro do Planeta. Não existem registos das razões para isso, nem sequer as ferramentas que utilizaram para orientar as pirâmides.

A verdade é que as pirâmides parecem querer tocar o céu, descrevendo organizadamente a Terra. Há até muito energia cósmica no interior das pirâmides, numa concentração sem igual de ondas eletromagnéticas, agora usadas para desenvolver novas tecnologias. Um lugar que não só chama a atenção pela sua espiritualidade, como também pela sua pela física quântica. A visitar sem qualquer dúvida!

Continua a ler o nosso blog para descobrires tudo sobre os melhores destinos de viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *