10 Melhores destinos para slow travel: Porque deves viajar devagar?

vista para o Lago de Como

O estilo de viagem slow travel tem vindo a ganhar muita aderência nos últimos tempos, conhece os 10 melhores destinos para slow travel. Ainda não sabes o que é slow travel? O termo “slow travel” é muito fácil de entender, sendo uma junção de duas palavras inglesas: “slow” (lento) e “travel” (viagem). Traduzindo à letra, significa viajar de forma lenta. Esta é uma opção muito procurada por quem procura destinos para uma experiência mais calma e relaxante. Desta maneira, são muitos aqueles os viajantes que acabam por priorizar acima de tudo a qualidade da viagem em vez do número de atrações visitadas, por exemplo. Após a pandemia do COVID-19, muitos turistas e viajantes começaram a fugir de aglomerados e grandes cidades.

E é aqui que o slow travel entra em ação! É uma excelente opção para quem quer estar mais seguro, sem ter que abdicar de viajar – seja de avião, comboio ou carro. Nós adoramos a experiência do slow travel e temos aderido a este novo conceito, sobretudo porque queremos encontrar lugares pouco movimentados, ou ‘só nossos’, como gostamos de dizer.

Lago de Como
Lago de Como em Itália © lavidaesmara

Se és daqueles que adora percorrer praias vazias, pequenas vilas onde a natureza parece não ter sido tocada pelo Homem, então a experiência de turismo slow travel é para ti. Contemplar a natureza permite-te observar os mais ínfimos detalhes do local onde te hospedas, ter tempo sobre aprender mais sobre a cultura e tradições do país que está a visitar.

A experiência de slow travel vai ajudar-te a descalçar os teus sapatos e colocar-te no mesmo patamar que os habitantes locais do país que visitas. Finalmente perceberás a sua rotina, a sua experiência de vida, o que te fará crescer enquanto ser humano e entender poucos em comum e diferenças culturais que caracterizam o nosso planeta. Outro ponto a destacar em relação ao slow travel é a diminuição da ansiedade causada pelo frenetismo das grandes cidades ou até mesmo pelo uso excessivo do computador, telemóvel e redes sociais. Desliga-te do virtual e deixa-te conectar ao real com o slow travel. Abaixo, enumeramos uma lista dos 10 melhores destinos para slow travel. Aproveita e prepara já as tuas próximas viagens.

1. Amazónia, Brasil

Amazónia, Brasil © Pixabay
Amazónia, Brasil © Pixabay

Existem várias razões para escolher a Amazónia como destino perfeito para uma experiência de slow travel. Em primeiro lugar, é uma região de beleza natural e diversidade incomparáveis. Com a vasta extensão de floresta tropical, rios e vida selvagem, a Amazónia tornou-se no cenário ideal para aqueles que se desejam desconectar do ritmo acelerado da vida moderna. A abundância de ecossistemas únicos e a sua flora e fauna proporcionam um ambiente inspirador.

A Amazónia é também lar de muitas comunidades indígenas que têm uma conexão profunda e ancestral com a terra. Viajar pela região permite aos visitantes conhecer e aprender mais com essas culturas, que valorizam a sustentabilidade, a sabedoria ancestral e a harmonia com o meio ambiente.

2. Machu Picchu, Peru

Machu Picchu, Peru © Pixabay
Machu Picchu, Peru © Pixabay

Machu Picchu, no Peru, é uma escolha fascinante para aqueles que desejam embarcar numa experiência de slow travel enriquecedora. Esta antiga cidade inca, situada nas altas montanhas dos Andes, é um testemunho da engenhosidade humana e da conexão profunda com a natureza.

Ao explorar Machu Picchu, serás transportado para um passado distante, onde poderás apreciar a arquitetura meticulosamente construída, os terraços agrícolas em harmonia com o ambiente e as vistas panorâmicas com toda uma aura mística. Absorve cada momento e relaxa, desconectado do mundo agitado, mas conectado contigo mesmo.

3. Namíbia, África

Namíbia, África © Pixabay
Namíbia, África © Pixabay

A Namíbia é uma escolha excecional para quem procura uma experiência de slow travel. Este país vasto oferece paisagens espetaculares e uma rica herança cultural. Ao explorar a Namíbia, terás um momentos de estado puro. Relaxa nas planícies do deserto do Namibe, conhecido pelas suas dunas ou do pôr do sol no Parque Nacional de Etosha, onde podes ver elefantes, leões e rinocerontes no seu habitat natural.

Este país é, por isso, atraente pela sua abordagem de conservação ambiental. O país possui várias áreas de preservação, onde te poderás envolver em atividades de conservação e monotorização de espécies ameaçadas. Será memorável!

4. Tulum, México

Tulum, México © Pixabay
Tulum, México © Pixabay

Tulum, no México, é um destino encantador para aqueles que desejam abraçar a essência do slow travel. Localizada na costa caribenha da Península de Yucatán, Tulum oferece uma deslumbrante paisagem costeira. Com as praias de areia branca e palmeiras que se movimentam ao som e ritmo do vento, Tulum proporciona um cenário idílico para relaxar e meditar. Toca a desacelerar e apreciar o momento presente.

A energia é potente em Tulum, por ser o lar de uma das mais bem preservadas cidades maias do México. As ruínas antigas, situadas num penhasco com vista para o mar, são surpreendentes. Explora as ruínas de Tulum e mergulha na história e na cultura maia.

5. Canmore, Canadá

Canmore, Canadá © Pixabay
Canmore, Canadá © Pixabay

Canmore, no Canadá, é um destino maravilhoso para aqueles que desejam vivenciar uma experiência de slow travel.

Localizado nas majestosas Montanhas Rochosas, Canmore assegura uma infinidade de trilhas para caminhadas, passeios de bicicleta e oportunidades de observação da vida selvagem. É o sítio certo para exercícios físicos na natureza, mas sem esquecer o seu lado mais tranquilo nem autêntico. Aproveita para contactar com os locais, de explorar as lojas locais ou mesmo de experimentar a gastronomia regional. A cultura das Montanhas Rochosas do Canadá é muito eclética e irá surpreender-te.

6. Big Island, Hawaii

Big Island, Hawaii © Pixabay
Big Island, Hawaii © Pixabay

Para quem procura uma experiência de slow travel verdadeiramente especial, deverá conhecer esta ilha única. Conhecida como “Havaí Island” ou “Havaí Grande”, a Big Island é a casa de uma série de ecossistemas distintos, que vão desde praias de areia branca às florestas densas, com vulcões ativos.

Ficarás entusiasmado com tudo isto e até com as tradições e costumes do povo havaiano, como as danças hula. Outro aspecto cativante da Big Island é a presença dos vulcões ativos, no Parque Nacional dos Vulcões do Havaí. Os visitantes podem testemunhar a força da natureza enquanto exploram crateras, caminham por trilhas vulcânicas e observam a lava a fluir. É uma perspectiva privilegiada sobre o poder da natureza.

7. Isle of Skye, Escócia

Isle of Skye, Escócia © Pixabay
Isle of Skye, Escócia © Pixabay

A Ilha de Skye, na Escócia vai fazer-te aproveitar cada momento da vida. Uma das principais razões para escolher a Ilha de Skye para o slow travel é a sua beleza com falésias escarpadas, lagos serenos e paisagens costeiras pitorescas. A ilha possui uma herança rica, repleta de castelos, ruínas antigas e locais históricos, como o Castelo de Dunvegan e o Monumento de Flora MacDonald.

Aprende tudo sobre a sua história e faz excursões, mas dá tempo ao tempo e aproveita para saborear a gastronomia tradicional em pubs aconchegantes ou para observar aves. De todos os locais, as famosas piscinas naturais Fairy Pools vão garantir uma imersão completa na natureza. Em suma, a Ilha de Skye, na Escócia, é um destino perfeito para o slow travel.

8. Lago di Como, Itália

Lago de Como na Itália
Vista das montanhas sobre o Lago de Como © lavidaesmara

Toda a Itália é um destino perfeito para slow travel, mas hoje queremos destacar-te o Lago di Como, localizado na região da Lombardia. Com montanhas cobertas de vegetação e charmosas vilas à beira do lago, o cenário é verdadeiramente encantador.

Terás oportunidade de apreciar a serenidade com um passeio de barco no Lago di Como ou mesmo ao passear pelas ruas estreitas, com igrejas antigas, palácios magníficos e restaurantes muito incríveis. Nós já tivemos a oportunidade de visitar este incrível lugar e, se tiveres interessado em viajar até ao Lago di Como na Itália, recomendamos-te ainda a passar por Brunate, a varanda com a melhor vista sobre o Lago di Como

9. Sri Lanka

Sri Lanka
Sri Lanka © Pixabay

O Sri Lanka é um destino perfeito para aqueles que desejam descobrir o slow travel pela primeira vez. A ilha é conhecida pelas praias paradisíacas, pelas florestas mágicas e por alguns terrenos de chá. Entre os parques naturais a conhecer sugerimos o Parque Nacional de Yala ou o Parque Nacional de Udawalawe.

A ilha possui uma história fascinante, com influências de civilizações antigas e uma mistura de culturas e religiões. É o mundo multicultural e enriquecedor nos templos budistas e hindus, como o Templo do Dente em Kandy ou o Templo de Dambulla, icónico também pelos seus tradicionais festivais coloridos e pelas celebrações de dança e música pelas ruas. Sem pressas, explora as pequenas aldeias, participa em aulas de ioga, meditação ou em atividades sustentáveis.

10. Chiang Mai, Tailândia

Chiang Mai, Tailândia © Pixabay
Chiang Mai, Tailândia © Pixabay

Chiang Mai, na Tailândia, é um dos melhores destinos para slow travel. Com a sua rica herança cultural e atmosfera tranquila, Chiang Mai oferece uma experiência imperdível. A cidade é um centro cultural, com templos históricos, como o Wat Phra That Doi Suthep e o Wat Chedi Luang, que exibem a magnificência da arquitetura tailandesa e o esplendor da arte religiosa.

 

 

A atmosfera relaxante de Chiang Mai também contribui para o slow travel. A cidade tem um ritmo de vida mais lento em comparação com as restantes metrópoles tailandesas, que permite desfrutar de um ambiente mais sossegrado. Por último sugerimos-te a conhecer o santuário de elefantes, onde te poderás vestir como um membro da tribo Karen e, assim, refletir sobre a importância de momentos de serenidade na tua vida.

Conhece ainda os melhores filmes para amantes de slow travel para te inspirares! 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *