Tudo sobre o Parque Europa em Torrejón de Ardoz

Réplica da Torre Eiffel no Parque Europa © lavidaesmara

Imaginas uma viagem pelos pontos turísticos mais importantes da Europa sem sair de Espanha? É possível no Parque Europa de Madrid (Torrejón de Ardoz).

Imaginas uma viagem pelos espaços mais conhecidos e importantes da Europa sem sair de Espanha? Vem daí com o La Vida es Mara conhecer o Parque Europa em Torrejón de Ardoz, situado na Comunidade de Madrid. Este é um dos nossos locais preferidos e queremos que passes a conhecer tudo o que tem para oferecer.

No Parque Europa encontrarás réplicas de vários monumentos importantes do velho continente, entre os quais a Torre Eiffel e o Atomium. Durante a tua viagem a Madrid, não percas este local onde podes passar pelas magníficas cidades de Berlim, Roma, Londres, Lisboa, Paris, Copenhaga, entre outras, em tão pouco tempo.

E, caso queiras descobrir melhor a capital espanhola, recomendamos-te este tour por Madrid grátis para ficares a conhecer os locais mais emblemáticos e histórias da capital espanhola.

Bandeiras europeias no Parque Europa © lavidaesmara
Bandeiras europeias no Parque Europa © lavidaesmara

Esta é mesmo uma experiência espetacular para miúdos e graúdos. Além dos monumentos, existem outras instalações e atividades (pagas) no Parque Europa, como zonas de multi-aventura, labirintos, um parque infantil, tirolesa, animais e restauração.

Réplicas que existem no Parque Europa em Torrejón de Ardoz

São 18 as réplicas dos monumentos europeus que estão no Parque Europa. Estes são o Atomium, Barco Viking, David de Michelangelo, Fontana di Trevi, Manneken Pis, Moinhos Holandeses, Muro de Berlim, Pequena Sereia, Ponte de Londres, Ponte de Van Gogh, Porta de Alcalá, Porta de Brandemburgo, Praça de Espanha, Praça Europa, Teatro Grego, Torre de Belém, Torre Eiffel e as Três Graças.

Fica a conhecer melhor estas réplicas e descobre algumas curiosidades interessantes sobre os monumentos originais abaixo.

1. Atomium (Bruxelas, Bélgica)

atomium
Réplica do Atomium no Parque Europa © lavidaesmara

Localizado em Bruxelas, o “verdadeiro” Atomium (átomo, em português) tem aproximadamente 102 metros de altura e 18 metros de diâmetro e tem a forma de um cubo. Quer a réplica, quer a construção original são constituídas por 9 esferas ligadas entre si por vários tubos, que formam assim, 8 vértices.

Este monumento construído em cristal de ferro é um dos mais importantes de toda a Bélgica e Europa e representa um átomo ampliado. Já tiveste a oportunidade de o visitar?

2. Barco Viking (Oslo, Noruega)

O Museu dos Barcos Vikings, também conhecido como Vikingskipshuset, é uma visita obrigatória a todos os viajantes apaixonados por lendas e histórias místicas de vikings que passam por Oslo, na Noruega. Neste museu encontrarás barcos vikings em ótimo estado de conservação. No Parque Europa poderás observar uma réplica, em menor dimensão, de um desses barcos vikings.

3. David de Michelangelo (Florença, Itália)

Estátua de David de Michealangelo © lavidaesmara
Estátua de David de Michealangelo © lavidaesmara

Podes apreciar a beleza da estátua original de David de Michelangelo em Itália, na Galeria da Academia de Belas Artes de Florença. Esta estátua foi esculpida em mármore branco por Michelangelo entre 1501 e 1504, pesa mais de 5 toneladas e mede cerca de 5 metros de altura.

No Parque Europa encontrarás uma réplica, em menor escala, com todos os detalhes que existem na escultura original. Sabias que esta é uma das estátuas mais importantes do Renascimento italiano?

4. Fontana di Trevi (Roma, Itália)

Réplica da Fontana de Trevi © lavidaesmara
Réplica da Fontana de Trevi © lavidaesmara

A Fontana di Trevi, situada em Roma, foi projetada e desenhada no século XVIII por Nicola Salvi e, atualmente, atrai imensos turistas ao longo de todo o ano. No local onde está localizada a “verdadeira” Fontana di Trevi estava situado o aqueduto Aqua Virgo. Este aqueduto trazia água para toda a cidade de Roma, desde uma nascente que estava situada a 26 km de distância. Até 2007, o aqueduto Aqua Virgo alimentava três fontes ao longo da tão conhecida Via del Corso. Depois, a cidade começou a abastecer água através de uma bomba de água.

O que mais salta à vista é a estátua do Deus do mar, Neptuno, situada no centro da Fontana di Trevi. Os dois cavalos que estão ao lado de Neptuno representam o estado do mar: ora calmo, ora agitado.

5. Manneken Pis (Bruxelas, Bélgica)

manneken-pis
Réplica do Manneken Pis no Parque Europa © lavidaesmara

O Manneken Pis é outro monumento que está situado em Bruxelas e que poderás encontrar a sua réplica no Parque Europa, em Madrid. O Manneken Pis é, nada mais, nada menos, que uma estátua de bronze, com aproximadamente 61 cm de altura, de uma criança a urinar numa fonte. A estátua verdadeira foi roubada por um ex-presidiário e foi colocada uma cópia da original, em 1619, no exato local.

6. Moinhos Holandeses (Kinderdijk, Países Baixos)

Moinhos holandeses © lavidaesmara
Moinhos holandeses © lavidaesmara

Os verdadeiros Moinhos Holandeses estão situados em Kinderdijk e são o principal símbolo turístico do país holandês. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os Moinhos Holandeses serviram, durante anos, para controlar o nível de água dessa região, para evitar que esta se inundasse.

7. Muro de Berlim (Berlim, Alemanha)

Fragmento do original Muro de Berlim no Parque Europa © lavidaesmara
Fragmento do original Muro de Berlim e, atrás, o Portão de Brandemburgono no Parque Europa © lavidaesmara

O Muro de Berlim separou a capital da Alemanha em duas partes e, por sua vez, o próprio país – a Alemanha Ocidental da República Federal Alemã e a Alemanha Oriental da República Democrática Alemã – durante a Guerra Fria (entre os anos de 1961 e 1989). Derrubado a 9 de novembro de 1989, o muro tinha aproximadamente 45 km de extensão, 3,5 metros de altura e 1,20 metros de largura. No Parque Europa encontrarás um fragmento original do verdadeiro muro de Berlim.

8. Pequena Sereia (Copenhaga, Dinamarca)

pequena-sereia
Réplica da Pequena Sereia no Parque Europa © lavidaesmara

Construída em 1913, a estátua da Pequena Sereia está situada no porto de Copenhaga pesa 180 kg e mede 125 cm, representando a personagem criada por Hans Christian Andersen (1805-1875), escritor de famosos contos infantis como “A Pequena Sereia” ou “O Patinho Feio”. No Parque Europa, poderás encontrar uma réplica da estátua original e apreciar todos os seus detalhes.

9. Ponte de Londres (Londres, Inglaterra)

Réplica da Ponte de Londres no Parque Europa © lavidaesmara
Réplica da Ponte de Londres no Parque Europa © lavidaesmara

A Ponte de Londres, também conhecida como London Bridge, encontra-se na capital inglesa e tem 283 m de largura. A atual ponte foi construída no mesmo local onde se encontrava a antiga (que teve que ser substituída devido ao desgaste provocado pelo passar de anos) e foi inaugurada pela Rainha Isabel II em 1973.

10. Ponte de Van Gogh (Arles, França)

ponte-van-gogh
Réplica da Ponte de Van Gogh no Parque Europa © lavidaesmara

A Ponte de Langlois em Arles (França) foi pintada várias vezes por Vincent Van Gogh. É possível encontrar várias obras, feitas em 1888 por este artista, com esta ponte. Já conhecias as suas pinturas deste maravilhoso local?

11. Porta de Alcalá (Madrid, Espanha)

puerta-alcala
Réplica da Porta de Alcalá no Parque Europa © lavidaesmara

A Porta de Alcalá foi inaugurada em 1778 é uma das 5 portas que davam, em tempos, acesso à capital espanhola. As outras 4 portas que permitiam entrar em Madrid são: Porta de Toledo, Porta de San Vicente, Porta de Hierro e Porta Real. A Porta de Alcalá tem um enorme valor histórico e poderás encontrá-la a norte do Parque de El Retiro.

12. Portão de Brandemburgo (Berlim, Alemanha)

Tal como a Porta de Alcalá permitia o acesso à capital espanhola, o Portão de Brandemburgo permitia a entrada na capital alemã. Esta é uma das mais antigas portas com acesso à cidade de Berlim e foi inaugurada em 1791. Tem 5 entradas e até ao ano de 1918 o acesso central só podia ser utilizado por membros da realeza.

É surreal pensar que o Portão de Brandemburgo sobreviveu a duas guerras mundiais, não achas?

13. Praça de Espanha (Espanha, Madrid)

Neste momento a Praça de Espanha está em remodelação e as obras estão previstas até fevereiro de 2021.

A Praça de Espanha está situada no centro da cidade de Madrid, junto à Gran Vía e é sem dúvida uma paragem obrigatória para todos os que decidem visitar a capital de Espanha. É uma das maiores praças de todo o país, com 36.900 m2.

No centro da praça encontrarás estátuas das personagens de Miguel de Cervantes, um Dom Quixote montado no seu cavalo e, ao seu lado, o seu sempre fiel companheiro Sancho Pança.

14. Praça Europa (Lisboa, Portugal)

Réplica da Praça Europa no Parque Europa © lavidaesmara
Réplica da Praça Europa no Parque Europa © lavidaesmara

A Praça Europa está localizada na capital portuguesa, mais precisamente junto ao Padrão dos Descobrimentos. Poderás observar no pavimento um mapa da Europa.

15. Teatro Grego (Atenas, Grécia)

Com origens gregas, mais concretamente de Atenas, nasceu o teatro no século VI a.C. e perdurou desde então até aos dias de hoje. Em grego, teatro diz-se “theatron” e significa “lugar onde se vê”. Em tempos, ir ao teatro era um grande acontecimento que, no decorrer do tempo, foi-se tornando em algo “normal”.

Neste outro artigo encontrarás informações sobre as ruínas do teatro da antiga cidade de Éfeso, fundada pelos gregos, na Turquia.

16. Torre de Belém (Lisboa, Portugal)

torre-belem
Réplica da Torre de Belém no Parque Europa © lavidaesmara

A Torre de Belém, localizada junto ao rio Tejo em Lisboa, começou a ser construída em 1514 e, 6 anos depois, em 1520 ficou finalizada, servindo por largos anos de fortificação de defesa do Tejo, de prisão e também de local para registos aduaneiros e de farol. Atualmente, é um dos pontos turísticos mais importantes de todo o país devido à sua importância arquitetónica (insere no estilo manuelino) e por ser Património da Humanidade pela UNESCO desde 1983.

É possível entrar na Torre de Belém (preço do bilhete normal: 6 €) e admirar a fantástica vista sobre o rio. Durante a tua visita à Torre de Belém em Lisboa, não te esqueças de provar os tão típicos e saborosos Pastéis de Belém. Consulta o nosso roteiro de viagem de 5 dias a Lisboa e descobre o que fazer na capital portuguesa.

17. Torre Eiffel (Paris, França)

Torre Schweppes em Madrid © lavidaesmara
Réplica da Torre Eiffel em Madrid © lavidaesmara

A mítica Torre Eiffel, situada em Paris, projetada por Gustave Eiffel e Fréderic August Bartholdi, foi inaugurada em 1889. É, atualmente, o monumento pago mais visitado de todo o mundo. Tem 325 metros de altura e pesa mais de 10 mil toneladas.

Para chegar até ao topo da Torre Eiffel é necessário subir 1.665 degraus ou, simplesmente, subir num elevador. Chegar ao topo da Torre Eiffel através desta última opção tem um valor de 25,90 € por pessoa. No entanto, existem outras opções de preços no site oficial.

18. Três Graças (Louvre, França)

A escultura original feita em mármore das Três Graças está em exibição no Museu do Louvre em Paris, desde 1928. As Três Graças são Tália, que significa abundância e juventude, Aglaia, que representa o esplendor e a elegância, e Eufrosina que simboliza a alegria. Estão nuas e abraçadas, e são, perante a mitologia grega, elencadas como as deusas da beleza.

Horário

O horário do Parque Europa varia consoante a estação do ano. Nós tivemos a oportunidade de visitá-lo em outubro (horário de primavera), quando a temperatura da localidade de Torrejón de Ardoz é mais amena e permite-te percorrer à vontade os diferentes monumentos e edificações do parque.

Horário de Inverno (janeiro, fevereiro, março, novembro e dezembro)

Durante os meses de inverno, o parque está aberto entre as 9h00 e as 20h00 de domingo a quinta, incluindo feriados. Sextas, sábados e vésperas de feriados, abre das 9h00 às 21h00.

Horário de primavera e outono (meses de abril, maio e outubro)

Nos meses de abril, maio e outubro o Parque Europa está aberto entre as 9h00 e 22h00 de domingo a quinta, incluindo feriados. Sextas, sábados e vésperas de feriados, está aberto até à meia noite.

Horário de verão (meses de junho, julho, agosto e setembro)

Durante o verão o parque está aberto entre as 9h00 e as 24h00 de domingo a quinta, incluindo feriados. Nos restantes dias, o Parque Europa está aberto até à 1 da manhã.

Preço e localização do Parque Europa

A entrada no Parque Europa é gratuita. Apenas as atividades extra (algumas delas mencionadas acima) e excursões são pagas. Consulta no site oficial do parque os preços dessas atividades.

Como ir para o Parque Europa em Torrejón de Ardoz?

Se estiveres no centro de Madrid e quiseres ir em transporte público até ao Parque Europa será necessário apanhar o comboio até Torrejón de Ardoz e depois um autocarro até ao parque. Desde a estação de Atocha Renfe, o percurso tardará aproximadamente 1 hora e 10 minutos e será o seguinte:

  1. Apanhar o comboio C2 Chamartín-Atocha-Alcalá de Henares-Guadalajara Guadalajara e sair na estação de Torrejón de Ardoz.
  2. Depois, apanhar o autocarro ALSA L-1a Cir A (Torrejon – Avchillida-Concordi) e sair em Torrejón – C/ Silicio 50. 
  3. Andar a pé durante uns 5 minutos
  4. Terás chegado ao teu destino. Sê bem-vindo/a ao Parque Europa!

Para regressar, o percurso será o mesmo mas no sentido inverso.

[googlemaps https://www.google.com/maps/embed?pb=!1m18!1m12!1m3!1d97188.42896797477!2d-3.7283522110744935!3d40.42793408383459!2m3!1f0!2f0!3f0!3m2!1i1024!2i768!4f13.1!3m3!1m2!1s0xd423b54c507f01d%3A0x8ea1559c12199ed6!2sParque%20Europa!5e0!3m2!1spt-PT!2ses!4v1593458497335!5m2!1spt-PT!2ses&w=600&h=450]


🍀 Reserva atividades, tours, excursões, visitas guiadas e transfers de e para o aeroporto em Madrid aqui.

✨ Faz como nós e edita as tuas fotografias com os fantásticos Maja presets.

📸 Para mais destinos inspiradores, segue-nos no Instagram.

1 Dia no Oceanogràfic de Valência

Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

Sabias que o Oceanogràfic de Valência é o maior aquário da Europa? O La Vida es Mara conta-te como passou 1 dia no Oceanogràfic de Valência.

O Oceanogràfic de Valência, situado na Cidade das Artes e das Ciências, é o maior aquário da Europa. Ao termos conhecimento deste facto, quisemos ir conhecê-lo pessoalmente e não nos arrependemos. O Oceanogràfic é, sem margem de dúvidas, um local que recomendamos a quem viajar até Valência.

Se gostares de oceanos e da sua biodiversidade, o Oceanogràfic de Valência é o sítio ideal para ti. No entanto, se tiveres interesse em conhecer e ver animais terrestres, como elefantes e girafas, visita o BioParc de Valência.

Entrada do Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara
Entrada do Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

O que ver no Oceanogràfic

No Oceanogràfic de Valência existem espécies provenientes dos ecossistemas marinhos mais importantes do mundo, entre os quais o Ártico, Antártico, Mediterrâneo ou Bermudas. Agora imagina percorrer e conhecer um pouco sobre todos estes ecossistemas apenas num só dia. O Oceanogràfic dá-te esta oportunidade, por isso não a percas!

Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara
Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

São necessárias, no mínimo, entre 2 a 3 horas para poder ver tudo o que existe no Oceanogràfic. No entanto, recomendamos que perguntes à entrada o horário dos diferentes espetáculos que existem nesse dia (ou verifica-o no site oficial do oceanográfico), para poderes assim planear a tua visita.

Não te esqueças do mapa do parque, que o poderás encontrar à entrada, junto à bilheteira, ou online, aqui. Deverás seguir o mapa para teres a certeza que visitaste tudo e para que não te desorientes.

O Oceanogràfic de Valência está dividido por habitats e zonas climáticas. Conhece alguns destes habitats abaixo.

Mediterrâneo

Nesta zona do Oceanogràfic de Valência encontrarás um aquário com espécies provenientes do Mediterrâneo como a anémona (anemonia sulcata), o polvo de rocha (octopus vulgaris),  o tubarão pata-roxa (scyliorhinus canicula), entre outros.

Aviário / Zonas húmidas

Nesta estrutura redonda vivem inúmeras espécies de pássaros provenientes de zonas húmidas. A entrada no aviário é feita em grupos pequenos, acompanhados por um guia, pelo que é necessário fazer fila para entrar.

oceanografic-especie-de-aves
Aviário © lavidaesmara

Zonas temperadas

Nesta zona encontrarás focas, caranguejos, peixes palhaço e várias espécies de tubarões, que normalmente estão espalhadas pelos trópicos e círculos polares terrestres. Sabias, por exemplo, que o corpo das focas está coberto por uma enorme camada de gordura que as protege do frio?

Foca © lavidaesmara
Foca no Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

Golfinhos

Não podes perder o espetáculo de golfinhos, uma das mais bonitas atrações do Oceanogràfic de Valência. Deverás chegar com alguma antecedência para que tenhas um bom lugar, visto que costuma estar sempre cheio de gente, principalmente aos fins de semana.

Espetáculo dos golfilhos © lavidaesmara
Espetáculo dos golfinhos no Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

Flamingos

Os flamingos estão num lago juntamente com os pelicanos, rãs e cisnes. Os flamingos são animais com uma beleza peculiar. Têm as pernas longas e alguns podem atingir mais de um metro de altura. As suas cores rosadas destacam-se entre as restantes espécies do lago.

Flamingos © lavidaesmara
Pelicanos no Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

Antártico / Ártico

Na zona do Antártico (Polo Sul) do Oceanogràfic de Valência encontrarás pinguins e na zona do Ártico (Polo Norte) encontrarás uma família de belugas, cuja cor branca permite-lhes camuflar entre os enormes blocos de gelo.

Sabes qual é a principal diferença entre o Polo Norte (Ártico) e o Polo Sul (Antártico/Antártida)?

O primeiro é apenas composto por gelo e calotas polares, ou seja, é um mar congelado e não existe terra por baixo, enquanto que o Polo Sul é um continente coberto por grandes camadas de gelo.

Pinguim © lavidaesmara
Pinguins no Oceanogràfic© lavidaesmara

Oceanos

Sabias que nos oceanos habitam animais que são capazes de percorrer milhares de quilómetros à procura de comida? Na secção “Oceanos” do Oceanogràfic encontrarás várias espécies provenientes do Pacífico e do Atlântico, entre elas vários tubarões. Terás a oportunidade de passar pelo maior túnel submarino da Europa (35 metros de longitude) e observar a magnífica vida marinha.

Raia © lavidaesmara
Raia fotografada no túnel submerso © lavidaesmara

Preços e horários do Oceanogràfic de Valência

O Oceanogràfic de Valência normalmente está aberto entre as 10h e as 18h, 20h ou 22h, dependendo da altura do ano. Se quiseres aproveitar ao máximo a tua visita aconselhamos-te a passar o dia todo e para não seres apanhado de surpresa, consulta o horário de encerramento no dia anterior.

Quando a fome apertar, tens à tua disposição vários locais de comida rápida (pizzas, hambúrgueres, gelados, etc.) e também um restaurante submarino, onde terás a oportunidade de comer rodeado de peixes.

Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara
Oceanogràfic de Valência © lavidaesmara

Podes comprar as entradas para visitar o Oceanográfico de Valência na bilheteira ou se quiseres evitar filas, compra-o online aqui. Se quiseres visitar apenas o oceanográfico, o preço de entrada por pessoa é o seguinte:

  • Adulto: 31,30 €
  • Reduzida*: 23,30 €
  • Grupo: 20,60 €
  • Grupo escolar: 13,55 €

A entrada é gratuita para os menores de 4 anos, sendo necessário confirmar a idade da criança através de um documento de identificação.

*Reduzida: preço para crianças entre os 4 e os 12 anos e para maiores de 65 anos.

Se quiseres visitar mais do que um museu na Cidade das Artes e das Ciências existe a opção de comprar uma entrada combinada. Nós optamos por comprar um bilhete combinado para visitar o Oceanogràfic e o Museu das Ciências. O valor sai mais em conta e existem as seguintes opções:

  • Oceanogràfic + Museu de les Ciències Princep Felipe
  • Oceanogràfic + Hemisféric
  • Oceanogràfic + Hemisféric + Museu de les Ciències Princep Felipe
  • Hemisféric + Museu de les Ciències Princep Felipe
Hemisfèric © lavidaesmara
Hemisfèric © lavidaesmara

O Oceanogràfic de Valência é, sem dúvida, um local mágico e encantador, quer para crianças, quer para adultos.

Se és amante da biologia, tecnologia, ciência e arte não percas a oportunidade de visitar a fantástica Cidade das Artes e das Ciências e os seus recintos. Alguns filmes e séries já foram rodados neste espaço, como por exemplo, “Tomorrowland – Terra do Amanhã”, protagonizado por George Clooney.

Onde está localizado o Oceanogràfic de Valência?

O Oceanogràfic de Valência é um dos espaços que constitui a Cidade das Artes e das Ciências. Está localizado numa das extremidades do Jardín del Turia (na que está próxima ao mar). Na outra extremidade do jardim encontrarás, por sua vez, o BioParc de Valência.

[googlemaps https://www.google.com/maps/embed?pb=!1m18!1m12!1m3!1d3080.7201279558312!2d-0.3493069847732714!3d39.45305727948879!2m3!1f0!2f0!3f0!3m2!1i1024!2i768!4f13.1!3m3!1m2!1s0xd6048e51a31268b%3A0x28e46cb7907ae19b!2sOceanogr%C3%A0fic!5e0!3m2!1spt-PT!2spt!4v1594137103488!5m2!1spt-PT!2spt&w=600&h=450]


🍀 Evita filas de espera enormes e compra as entradas para o Oceanogràfic de Valência aqui.

✨ Faz como nós e edita as tuas fotografias com os fantásticos Maja presets.

📸 Para mais destinos inspiradores, segue-nos no Instagram.